domingo, 17 de março de 2013

Músicas com Historicidade X Músicas com temática Histórica

Para iniciarmos a conversa, precisamos definir o objeto de estudo dessa primeira etapa. 
As músicas são: "Set World Afire”, “Holy Wars”, “Dawn Patrol” e “Rust in Peace... Polaris”, do Megadeth, “As the World Burns”, “Toxic Trace”, “Fatal Energy”, “When the Suns Burns Red” e “Material World Paranoia” do Kreator, e “Beneath the Remains”, “Mass Hypnosis”, “Arise” e “Dead Embrionic Cells” do Sepultura.

Estas apresentam certas similaridades entre temas e avaliações sobre os acontecimentos daqueles dias. Isto é o que chamamos de Historicidade (quando encontramos traços de um recorte histórico no nosso objeto de pesquisa). Essas músicas são testemunhos de uma era, de um pensamento, de sentimentos coletivos. Não são feitas para serem documentos históricos intencionais, ou primários (ARIÓSTEGUI, 2006, p.496-499), e devem ser analisadas dentro de seu contexto (NAPOLITANO, 2010, p.238).

Diferentemente são as músicas com Temática Histórica, como "Alexander, the Great" do Iron Maidem, que fala da trajetória de Alexandre, o Grande. 

Esse tipo de abordagem entre História e Metal será analisada futuramente.

Referências Bibliográficas:
ARIÓSTEGUI, Júlio. A pesquisa histórica: teoria e método. Bauru(SP): Edusc,2006.

NAPOLITANO, Marcos. História e Música: História cultural da música popular. 3ª Ed. Belo
Horizonte: Editora Autêntica, 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário